Schumacher faz tratamento sigiloso com células-tronco em Paris

Jornal francês diz que técnica experimental está sendo usada no ex-piloto

Foto: Reprodução
Postado em 09/09/2019 11:16

Share Button

O ex-piloto alemão Michael Schumacher chegou nesta segunda-feira (9) a um hospital de Paris para realizar um tratamento sigiloso, de acordo com o jornal Le Parisien. A reportagem diz que o heptacampeão da Fórmula 1 vai passar por transfusões de células-tronco, o que funcionaria como uma ação anti-inflamatória sistêmica.

Schumacher chegou ao Hospital Europeu Georges-Pompidou à tarde, trazido em uma ambulância com placa de Genebra, na Suíça. Ele foi levado para dentro da unidade em uma maca, coberto com um pano que impedia que fosse visto e cercado por dez seguranças.

O tratamento será conduzido pelo cirurgião cardíaco Philippe Menasché, que é pioneiro no uso de terapia celular contra a insuficiência do coração. O cirurgião particular do ex-piloto, Gérard Saillant, também acompanha o procedimento.

Menasché, que é pioneiro no uso de células cardíacas embrionárias em pacientes, faz parte do conselho de administração do Instituto do Cérebro e da Médula Óssea do Hospital Pitié-Salpêtrière. O Le Parisien afirma que o médico faz experimentos com um coquetel de secreções terapêuticas preparados a partir de células cardíacas derivadas de célulares-troncos. O coquetel com as células ultrajovens é injetado de maneira intravenosa.

O tratamento não foi confirmado pela direção do hospital. Na França, a imprensa diz que o ex-piloto já esteve em Paris duas vezes este ano para fazer um tratamento.

Schumacher, de 50 anos, sofreu um acidente praticando esqui em dezembro de 2013, no sul da França. Ele caiu e bateu a cabeça em uma rocha. A família do ex-piloto mantém o estado de saúde dele sob sigilo forte. Ele vive na Suíça e tem cuidado intensivo em casa.

Informe Pirajá
Valorizando o que é do bairro!

Acompanhe também nossas notícias e conteúdos exclusivos através das nossas redes sociais, no Facebook: Informe Pirajáno Instagram: @informepiraja

Comentários

comentarios

Fonte: Correio