Acusados de matar analista do MPF, são presos em Pirajá e na cidade de Nazaré

Foto: Reprodução
Postado em 14/08/2019 5:53

Share Button

Gabriel de Araújo Rodrigues e o cantor Israel Mello de Santana, acusados de serem os responsáveis pelo latrocínio do analista técnico do Ministério Público Federal (MPF), Wallace Souza Duarte de Oliveira, ocorrido em junho de 2016, tiveram os mandados de prisão preventiva cumpridos.

Policiais da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central) localizaram Gabriel, que na época do crime tinha um relacionamento amoroso com a vítima, no bairro de Pirajá, na terça-feira (13). Já Israel, foi preso na segunda (12), na cidade de Nazaré, por uma equipe do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

De acordo com o delegado Guilherme Machado, coordenador da 2ª DH/Central, o crime ocorreu no interior do veículo da vítima. Gabriel marcou um encontro com o analista, no bairro Granjas Rurais, onde ele e Israel subtraíram os cartões bancários e pertences de Wallace.

A dupla torturou a vítima para conseguir as senhas dos cartões e efetuar compras. “Depois de agredirem o analista com socos e chutes, eles o asfixiaram até a morte e atearam fogo no corpo do homem, na tentativa de esconder o crime”, explicou o delegado.

Gabriel e Israel já haviam sido presos em dezembro de 2016, por força de mandado de prisão temporária, pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), mas respondiam pelo latrocínio em liberdade até a decretação das prisões preventivas, solicitadas pela delegada Jussara Andrade, da 2ª DH/Central, que presidiu o inquérito.

Informe Pirajá
Valorizando o que é do bairro!

Acompanhe também nossas notícias e conteúdos exclusivos através das nossas redes sociais, no Facebook: Informe Pirajá, no Instagram: @informepiraja

 

Comentários

comentarios

Fonte: Informe Baiano